Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

08
Ago20

1,2... Janeiro de 2021

quatro de treta e um bebé

6D7D1A61-1FED-4A17-BE99-CBAAA77FA024.jpeg

Já havíamos programado a chegada de mais um rebento ao nosso seio familiar. Gostávamos de pouca diferença entre eles para que sejam próximos em idade, brincadeiras, escola.

Nada garante que, por tal, sejam mais próximos do que com mais ou menos diferença. Mas, a nosso ver, a escolha foi pensada e assente naqueles pressupostos. Esperamos estar certos e torcemos para que sejam companheiros para a vida. 

Tememos a altura pela pandemia que atravessamos, mas isso não foi impedimento.

Completamente abençoada, chega-nos a notícia em 13 de Maio. A Benedita teria então um parceiro/a para a vida (assim esperamos) e todos nós a felicidade de mais um bebé nas nossas vidas. Não há melhor que a ingenuidade dos mais novos e a capacidade que têm de, vezes sem conta, com as suas atitudes e gestos nos mostrarem o lado puro de tudo - que, por sermos adultos e com tudo o que isso implica, já quase esquecemos que existe.

Ficamos radiantes e a rebentar de felicidade. À Benedita contamos de forma informal sem dar demasiada importância e sem tornar o acto demasiado solene. Quisemos que soubesse mas que não entendesse tal como o acontecimento do ano. Afinal, no seu pequeno universo, ela é rainha e não queremos que, pelo menos durante os próximos 9 meses, sinta que a coroa já não é só sua.

Aqui e ali e, de resto, sempre que podemos, dizemos-lhe para partilhar com o/a mano/a as coisas boas que ela tem, quer seja um pedaço de kinder, quer seja um brinquedo que recebeu.

Cresceu assim e, verdade seja dita, partilha sempre. Oferece sempre aos próximos um bocadinho do que tem, e agradece sempre.
Sinto que estamos no bom caminho.

Fazemos muito por isso.
Pergunta sempre pelo/a mano/a, verbaliza que o/a quer em casa para brincar com ele/a e enche -o/a de beijos e miminhos.

Aos pouquinhos e a respeitar o espaço de todos, creio que se estão a tornar próximos.

Sem forçar nada. Dou o mesmo colo e se dou menos porque não posso, nunca invoco o/a mano/a.

Janeiro está quase aí e espero que todos nós, e principalmente a Benedita, recebamos este bebé com o maior carinho e amor.

Estamos, assim, em contagem decrescente para o nascimento e para sentir na pele que amor de mãe não se dividirá, antes pelo contrário, multiplicará.

Com esperança,

S.

 

1 comentário

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D