Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

23
Mai20

Bom dia e boas séries #5

quatro de treta e um bebé

Precisamos de boa disposição e de séries que nos façam sentir bem!

 

Há dias e alturas em que, mais do que uma série interessante, intrigante, com um complexo enredo, que nos faz pensar e com a qual acabamos até por aprender alguma coisa, precisamos simplesmente de uma série que nos faça sorrir!

Temos os clássicos, claro: HIMYM (a minha favorita, mesmo que nem sempre seja para sorrir, como já vos contei), Friends (a favorita do J.), The Big Bang Theory, Seinfeld, Scrubs, Two And A Half Men.

Temos os clássicos de animação: The Simpsons (melhor de sempre), Family Guy, American Dad, South Park, Futurama.

Temos ainda aquelas séries que passam em loop na Fox Comedy e que todos acabamos por apanhar e ficar a ver: Modern Family, Two Broke Girls, Brooklyn Nine-Nine.

Gosto muito da The Bold Type (a F. já a recomendou aqui) e da Baby Daddy (já falei dela aqui)!

 

Recentemente, descobri estas séries para levantar o ânimo, sorrir, rir, soltar umas gargalhadas (e esquecer, por um pouco, o mundo lá fora e a fase crítica que atravessamos).

Recomendo-vos para passar um bom bocado!

 

ZOEY'S EXTRAORDINARY PLAYLIST

A série acompanha uma mulher que, de um dia para o outro, começa a ouvir os pensamentos das pessoas à sua volta, como música. E não simplesmente como uma canção, mas com direito a danças, coreografias, e verdadeiros espetáculos ao estilo do teatro musical! Para mim, que adoro música, divirto-me imenso a vê-la, rio-me, canto, fico bem-disposta! É a melhor forma de explicar o que muitas vezes se passa dentro da minha cabeça: é isto, um número musical, com canções, danças, coreografias, luzes, tudo a que se tem direito. Além do mais, não conheço outra série deste género; apesar de tocar nalguns pontos já mais conhecidos, creio que nenhuma outra série decorre desta forma.

Deixo-vos um mini-clip de uma das primeiras músicas da série:

IMDB

 

UPLOAD

A premissa da série é interessante, um pós-vida no mundo digital, em que a tua consciência é guardada e transferida para uma realidade virtual. Não tentem entender tudo a 100%, como é que se processa, o que é que é verosímil ou não, nem foquem nos pequenos erros ou detalhes. Pensem só que é possível, e é assim. Os telemóveis funcionam praticamente da mesma forma, pelo que, tendo perdido a vida e sido transferido para um mundo virtual, continuas a falar perfeitamente com os teus contactos (e sem problemas de rede!), manténs algumas sensações e é possível a qualquer pessoa visitar-te, com o equipamento de realidade virtual e fatos de sensações para uma experiência imersiva. A tua realidade virtual e a quantidade de benefícios e experiências de que podes usufruir dependem, à semelhança de tantos jogos, do dinheiro que puderes investir, havendo conteúdos premium que podes desbloquear. Acresce-lhe ainda o detalhe de ter algum mistério e uma trama a desvendar. Tudo dito, vejam apenas pelo que se vai passando e vão acabar por se rir e achar piada às várias personagens e às suas aventuras (plus, o Robbie Amell é bem agradável à vista).

IMDB

 

GOOD OMENS

Confesso que esta é batota, uma vez que ainda está na watchlist e não nas vistas. O J. recomendou-ma, essencialmente, por ser muito divertida e repleta de bons atores e boas performances, especialmente as duas personagens principais. Retrata uma amizade improvável entre um anjo e um demónio, que, para sua surpresa, e cada um à sua maneira, se acabam por afeiçoar ao nosso Mundo. Proporciona boas gargalhadas, com um humor diferente do habitual, imprevisível, e acompanhada por boas músicas, só razões para ver.

IMDB

 

E vocês, que séries costumam ver para descontrair e levantar o humor?

 

R.

19
Mai20

Época Balnear 2020

quatro de treta e um bebé

A abertura da época balnear nunca foi digna de uma abertura com "pompa e circunstância", pelo simples facto de, se assim entedêssemos, podermos estender a toalha na areia em pleno mês de dezembro, e com a exceção da pneumonia ou da hipotermia, mais ninguém queria saber disso.

Este ano, o Covid-19 veio por-nos a todos a ansiar pela tal abertura da época balnear. E as medidas governamentais que se pretendem implementar, para que o regresso às praia seja o mais seguro possível, colocou-nos em frente à TV, a ouvir com bastante atenção, para percebermos se em vez de acordarmos às cinco da manhã para conseguirmos estender a toalha o mais perto possível da água, não temos que passar lá a noite para garantir que temos lugar no areal. Tipo fila para marcação de consulta no centro de saúde. Nada de novo.


Ao que a mim diz respeito, admito estar super entusiasmada com a época balnear 2020. Pela primeira vez, desde que me lembro, posso chamar a policia quando aquela família com 20 pessoas, chegar à praia às onze da manhã e montar a barraca (literalmente) no metro quadrado que sobrou ao meu lado. Estou em êxtase só pela possibilidade.

Há anos que anseio que apareça uma nuvem bem carregada, em cima deles, do tamanho desse metro quadrado, e que comece a chover torrencialmente, só ali. Ou então que a onda do mar, faça um pequeno desvio, naquele metro quadrado, e leve todas as suas coisas. Obrigada Covid.

Também prevejo que, este ano, seja possível resolver o problema daquelas criaturas (adultos e crianças, entenda-se!) que passam a correr junto à minha toalha. A minha solução passará por tossir ou espirrar, com todas as minhas forças, no momento em que por ali passam. Acredito que não voltem a passar e prefiram dar a volta à praia, mesmo que essa volta seja de 10 km. Obrigada Covid.


Não deixa de ser incrível como é necessário que apareça um tal vírus para que as regras de bom senso sejam cumpridas. E por esse motivo, estou grata.


Aproveito este post, para vos informar, queridos leitores, que, para aqueles que não consigam passar a noite na praia e dessa forma garantir o seu lugar, na minha casa, em Vila Praia de Âncora, tenho um terraço onde cabem cerca de 10 pessoas (garantindo as devidas distâncias de segurança), disponível para alugar. Para além do sossego do vosso metro quadrado, garantimos uma bacia onde podem molhar os pés e refrescar-se. Tem vista para o mar. Mais informações por MP. 


M.

07
Mai20

Era uma vez #6

quatro de treta e um bebé

 

 

Olá pessoas!

 

Então e essas leituras? Já está tudo em dia, com esta quarentena? 
Por aqui não está em dia, longe disse, mas vai bem melhor que em igual periodo do ano passado!

A primavera já chegou, o Estado de Emergência já nos deixou, maaas estamos em estado de calamidade e parece que já vai começar a chover no fim de semana de novo, por isso, tudo em casa que ainda não é altura de andar no passeio! E não têm nada para fazer? Leiam!

Hoje digo-vos o que andei a ler nestes quatro meses do ano e o que pretendo ler no mês de maio! 

WhatsApp Image 2020-05-06 at 16.31.12.jpeg

Podem encarar isto como sugestões!

Na foto falta um livro, o primeiro que li em 2020, mas como era emprestado já voltou à sua dona. 

Ora bem, o Dois Anos e Uma Eternidade é um livro super giro e super rapido de ler. É pequenino, tem 200 e tal páginas e diz-nos como os livros e uma livraria podem fazer a diferença na vida de uma pessoa!

O Boas Esposas é a sequela do Mulherzinhas. Em alguns países o livro em vez de Boas Esposas chama-se Mulherzinhas Parte 2. Quem viu o filme já sabe a história deste livro, uma vez que sem o Boas Esposas o filme nunca ficaria completo. E... como sabem eu adoro o Mulherzinhas, por isso o Boas Esposas foi só delicioso de ler logo a seguir a ter ido ao cinema ver o filme! Vale bem a pena! 

O Mulheres Sem Nome desiludiu-me um bocadinho, mas é só porque eu achava que ia ler um livro um bocadinho diferente. Nao achei que fosse o tipo de livro que é. No entanto, gostei muito de o ler. Primeiro porque gosto muito de ler sobre as 1ª e 2ª guerra mundial e depois porque isto foca a historia de 3 mulheres, duas delas reais, nessa época entre a Alemanha, a Polónia e a França. São tres visões completamente diferentes de uma época horrivel da história do mundo, mas bom de ler. 

O Anexos da Rainbow Rowell, peguei porque gostei muito da sinopse. É autora de vários livros bem conhecidos e achei que me iria divertir muito. Nao foi bem o que aconteceu, é giro de ler, é facil de ler, mas nao é assim tão divertido, nao me entusiasmou por ali além. 

Já o Comércio Respeitável da Philippa Gregory entusiasmou-me MUITO. Nunca tinha lido sobre a escravatura. É estranho, mas ao ler o livro é que me apercebi disso. E este livro falo sobre a escravatura em inglaterra no século XIX. Eu adoro os livros da Philippa, já não é novidade nenhuma. Mas é um livro tão fácil e bom de ler. A única coisa que me chateou um bocadinho foi o final. Deixou demasiado à nossa imaginação e eu prefiro quando a autora nos diz como ficaram as personagens! 

O Dez anos depois já o tinha cá há um bom tempo para ler. É da autora do Big Little Lies, que deu lugar à serie com a Nicole Kidman, a Reese Whitherspoon e a Shailene Woodley e o tema pareceu-me interessante. Acertei. O livro é super giro e super bem escrito. Apesar de ser um bocadinho previsivel nao achei nada monotono nem cansativo, achei realmente interessante. Tanto que já quero o Big Little Lies, até porque só vi tipo 2 episodios da série, por isso, vamos ler o livro primeiro!

O Harry Potter dispensa apresentações, certo? Peguei nele, novamente. É a segunda vez que o leio. Mas estava a precisar daqueles livros que são o comfort food mas dos livros sabem? o Harry Potter é isso para mim. E confirmei, mais uma vez, ADORO. 

Julia Quinn e o primeiro livro do quarteto Smythe-Smith. Quem me conhece sabe que li e tenho todos os livros dos Bridgerton. A Júlia é daquelas escritoras óptimas, que nos dá livros que lemos num ápice e que nos faz rir e desaparecer do nosso mundo por umas horas. Já não lia nada dela desde 2017, acho, e tinha cá este livro há imenso tempo. Achei que era hora de voltar. E que saudades tinha destes livros. A Honoria e o Marcos foram um casal maravilhoso de acompanhar. O próximo já está pronto a ser lido e o 3º já está na lista para ser comprado!

E a última leitura do mês de Abril foi a Educação de Eleanor. E ora bem... toda a gente adorou este livro. As minhas amigas que leram o livro adoraram, por isso, quando o comprei, tinha a certeza que também o ia adorar. Mas não foi bem assim.. custou-me imenso a entrar no livro, já ia a metade e ainda nao sentia vontade de lhe voltar a pegar, nao voltava a pensar nele, nada.. achei muito previsivel, achei um bocadinho monótono, entendi muitas coisas e compadeci-me de outras tantas em relação à Eleanor, mas para mim é so um 3 estrelas. Nao consegui encontrar o fascínio que a maioria encontrou. A única coisa que me surpreendeu e que me fez querer saber mais é contada nas últimas páginas do livro e não dão absolutamente nenhuma importancia a esse aspecto, isso chateou-me um bocadinho. Mas pronto, o giro dos livros é isto, uns gostarem e outros não. Se toda a gente gostasse do mesmo, o mundo tombava. 

 

E pronto, já estamos em Maio, é o mês do meu aniversário, e isso é sinonimo de livros! (sim, eu sou uma pessoa demasiado fácil de agradar, é so oferecerem-me livros!) Por isso, vou ver se leio estes três livros e talvez um livrinho dos que cá chegarem a casa a meio do mês! ahah

WhatsApp Image 2020-05-06 at 16.31.13.jpeg

Já ando a ler A Mulher com Sete Nomes e estou a adorar! Depois conto-vos sobre este livro!

O segundo do Harry Potter (que tem a capa mais maravilhosa!!), mês de aniversário merece o segundo da coleção conforto, não é?

E em terceiro, espero ler o segundo da Julia Quinn que, desta vez, acompanhará a história do irmão mais velho da Honoria.

E por aí? Contem-me o que têm lido ou o que vao querer ler este mês. 

F. 

01
Mai20

Oh Costa, aposta!

quatro de treta e um bebé

89F1B88E-DE30-4D0F-9655-CA7A78F10993.jpeg

Olá a todos, em especial, desta vez às meninas. Hoje escrevo-vos em pura ação de solidariedade e para informar que enviei ao Sr. Primeiro Ministro, em nome de todas as leitoras e em sua homenagem, as medidas que considero adequadas ao combate à COVID-19.

Associem-se a esta causa e se for caso disso partilhem, criem petição, façam o que entenderem.
#juntassomosmaisfortes.

Aqui ficam as sugestões para o “Sô Costa”:

- fechar praias porque há alerta vermelho de baleias (como eu) a darem à costa.
- oferecer plano de nutrição pago pelo Estado para dieta em 12 meses.
- ficar 12 meses em casa sendo apenas permitidas deslocações aos SPAS da área de residência se não for possível o tratamento no domicílio.
- criação de linha de apoio 24h para entrega de tudo e mais alguma coisa.
- aulas com PT no domicílio.
- oferta de 5000,00€ para pequenos mimos de vestuário e calçado.
- pagamento da totalidade da mensalidade das creches.
- inscrição gratuita em colónias de férias com tudo pago para os miúdos.
- pagamento da mensalidade da Netflix e HBO.
- manicure/ esteticista/ cabeleireiro ao domicílio e gratuito.
- subsídio de 2000€ mensais para ajudar a suportar despesas básicas e durante os 12 meses.
- disponibilização da chave do Euromilhões em boletim próprio e certificado com prémio de 15M.

São algumas que julgo essenciais, sem pedir muito e que entendo que o Orçamento de Estado aguenta.
Estou a torcer (mas ao mesmo tempo, certa) de que isto colherá o voto favorável de todos os deputados.
Alguém com mais sugestões para eu meter a cunha ao “Sô Costa”?

A sonhar acordada,

S.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D