Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

06
Dez18

Barriga vazia não conhece alegria #2

quatro de treta e um bebé

Está a chegar o Natal e cá em casa há um convidado que nunca falha a ceia, vindo de um modo ou de outro, vestido desta ou daquela forma, com esta ou outra companhia, num só pedaço ou em vários: o bacalhau.

 

Pois é, ceia de Natal que se preze, manda a tradição por aqui, tem bacalhau. Quer seja com a mãe, com os avós, com os tios ou com o pai, seja no Porto, na Lageosa da Raia ou em Inglaterra, o bacalhau sempre foi o elemento constante.

Regra geral, optamos pelo clássico bacalhau cozido, com batatas cozidas e couves, regado com abundante e excelente azeite. Porque mexer quando a tradição funciona tão bem, certo?

Chegando ao ano novo, e apesar de exteriormente discutirmos a ementa durante alguns dias, voltamos quase sempre ao nosso velho companheiro.

Seja Natal ou ano novo, ou qualquer outra ocasião, o bacalhau é um já frequentador habitual das casas portuguesas, por isso, hoje, deixo-vos com duas receitas de bacalhau que calham sempre bem, muito fáceis, aprimoradas pela minha mãe, e que vos garantirão sucesso em qualquer jantar de família ou de grupo. (sim, ainda há quem cozinhe sem Bimby!)

 

BACALHAU COM NATAS

Ingredientes:

- 2 postas de bacalhau (vá, este era óbvio);

- Batatas descascadas e partidas aos cubos;

- 1 cebola;

- 1 dente de alho;

- 1 pacote de natas;

- Molho bechamel (receita em baixo).

 

Num primeiro momento, coze-se o bacalhau e as batatas à parte.

Depois de cozido, tiram-se as espinhas e desfia-se o bacalhau, deixando de parte a água da cozedura.

Descascam-se e picam-se a cebola e o dente de alho.

Num tacho, poe-se a estufar o bacalhau com a cebola e o alho, e com um pouco da água de cozer o bacalhau, e deixa-se ficar um pouco.

A seguir, juntam-se as natas e as batatas partidas em cubos e mistura-se bem.

Com o molho bechamel já feito, junta-se tudo num tabuleiro e leva-se ao forno, coberto com queijo ralado ou com pão ralado, até dourar.

A melhor parte das receitas que implicam levar ao forno depois de cozinhado é sempre esta: podem ter tudo pronto e ligar o forno só quando os convidados chegarem, enquanto se sentam e vão comendo os aperitivos.

 

MOLHO BECHAMEL

Quanto ao molho bechamel, e apesar de haver várias opções, até sem lactose, o melhor é mesmo o caseiro:

Em frio, juntam-se os seguintes ingredientes: 250 ml de leite, 2 colheres d sopa de farinha Maizena, 1 pitada de sal, noz-moscada e manteiga. Junta-se tudo e mistura-se até se dissolver a farinha. Depois disso, vai ao lume, mexendo sempre. Se estiver muito grosso, pode juntar-se um pouco da água de cozer o bacalhau.

20150315_131006.jpg

 

BACALHAU COM TODOS

Ingredientes:

- Bacalhau (surpresa!)

- Batatas descascadas e partidas em rodelas;

- Legumes: cenouras, brócolos, couve flor e feijão verde (costumamos optar sempre por este grupo, mas exceto as cenouras, qualquer outro elemento pode ser alterado)

- 1 dente de alho;

- Azeite;

- 2 ovos cozidos;

- Molho bechamel (receita acima).

 

Uma receita ainda mais fácil do que a anterior.

Num primeiro momento, os ingredientes são cozidos: o bacalhau, as batatas, os legumes e os ovos.

Depois de cozidos, são colocados num tabuleiro, preparando com um pouco de azeite e alho picado, de forma mais ou menos distribuída, e regados com azeite.

No final, acrescenta-se o molho bechamel por todo e decora-se com o ovo cozido partido em rodelas por cima.

Depois, é só levar ao forno.

20151231_204218.jpg20151231_204710.jpg

 

Gostava de ter melhores fotos para vos mostrar, mas o melhor seria mesmo conseguirem provar! Sabem que havia uma altura em que cozinhávamos e comíamos sem tirar fotos? Acreditem quando vos digo que as duas receitas ficam com um aspeto fabuloso, e um sabor ainda melhor.

 

O bacalhau também é convidado de honra para as festividades nas vossas casas?

 

Bom apetite!

R.

1 comentário

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D