Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

quatro de treta e um bebé!

"Não me digam que concordam comigo! Quando as pessoas concordam comigo, tenho sempre a impressão de que estou errado." – Oscar Wilde

15
Nov19

O tempo

quatro de treta e um bebé

Olá pessoas,

 

Na semana passada a M. fez anos. Entrou nos 31 e, entre as quatro, relembrámos que há um ano atrás estávamos todas juntas a festejar os 30.

IYRX5959.jpg

Partilhámos entre nós esta foto. Uma foto do dia dos festejos dos 30. E o curioso é que como eu disse, passou 1 ano. Um ano. Como é que passou um ano desde que estivemos a festejar os anos da M.? Se me dissessem que tinham passado dois meses, eu acreditava.

Como é que nessa foto a nossa B. ainda era um bebé de colo e agora até já caminha?

Como é que ainda ontem estávamos a pensar no natal do ano passado e já estamos outra vez no natal?

É só a mim que esta passagem do tempo assusta? É que eu, genuinamente, não dei pelo ano passar. Coisas que se fizeram, coisas que se disseram, para mim foram no mês passado, não no ano passado.

Como é que passamos a semana a querer que seja sexta, o mês a querer que seja fim do mês, o ano a querer que seja ou aniversario, ou natal, ou férias, mas depois quando damos conta já foi?

Não tenho memória que há anos atrás tivesse sido assim. Não tenho memória que o tempo passasse tão depressa como nos últimos anos. E se por um lado é bom, tudo passa, o bom e o mau (felizmente este último). Por outro lado, não estamos a deixar escapar momentos, pessoas, neste passar do tempo que nos parece um nada, mas é muito? Facilmente passamos meia dúzia de meses sem falar ou ver alguém e parece que foi ontem que falámos e vimos. Acho que connosco acontece isso. E por um lado isso é bom. No nosso caso podiamos até estar o ano inteiro sem nos vermos, mas quando estamos as 4 juntas parece que estamos todos os dias. 

E lá está, se por um lado já não estamos juntas há um par de meses, parece que estivemos ontem.

Não sei se faz grande sentido o que disse, mas sei que esta coisa do tempo passar enquanto piscamos os olhos assusta um bocadinho. Quando dermos conta a B. já não é um bebé, já quer andar por aqui a escrever também.

E isso vai ser muito giro de ver…

F.

 

6 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D